• Susana de Sousa

Como a falta de força nas pernas me mostrou o poder de voar


Baixei-me e quando me levantei percebi que estava sem força nas pernas. Como sei que o corpo expressa aquilo que o inconsciente não consegue comunicar de outra forma, decidi fazer um exercício de Storytelling Intuitivo para encontrar a razão desta fraqueza muscular.


Já se sentiram paralisados e impotentes? Esta sensação física remeteu-me para tantas situações na minha vida em que me senti assim. Eu queria ir por um caminho, mas a vida levava-me por outro. Desejava algo, mas a vida recusava concretizar os meus desejos.


Creio que a expressão máxima desta sensação de impotência foi o confrontar-me com a morte de alguém querido. Aí não havia mesmo nada que eu pudesse fazer. E foi apenas nessa situação limite, em que senti que não tinha poder nenhum nesta vida, que aprendi a render-me a algo maior.


E tudo mudou!


Ao sentir-me sem poder, foi como se adquirisse um poder muito superior. E creio que foi essa rendição que fez com que o exercício que vou descrever se tivesse tornado possível.


Vamos então ao exercício. A tiragem foi esta:




Eu: Curandeira

Cenário: Oceano

Objecto mágico: Pena

O outro: Anjo


Visualizei-me diante do oceano. Um Anjo começou a puxar-me e eu senti que não precisava de pernas, pois estava a ser levada pelo Anjo.


A sensação era agradável.


- Quem voa não precisa de pernas. – disse-me o Anjo.


- Tenho medo de cair. – disse eu ao Anjo.


- Eu estou aqui. – respondeu ele.


O Anjo transportou-me para o alto, para além do Sol, para além das estrelas. Entrámos num palácio cristalino, onde encontrei uma lira que produzia sons maravilhosos. Percebi que eram esses sons que tinha de trazer para a Terra, através da Pena mágica, que captava todas as subtilezas com os seus filamentos delicados.


Os sons da lira entravam na Pena e esta traduzia-os em palavras, mantendo a sua vibração cristalina. Percebi que a lira estava conectada a uma lira muito, mas muito maior!


Entretanto, senti um bloqueio e foi-me revelado o que me estava a impedir de andar. Medos antigos e vulnerabilidades de quem por vezes não acredita em si mesma. Reconciliei-me com essa parte de mim, aceitando que nem sempre terei a força necessária para altos voos. Aceitando que as pessoas à minha volta manifestam os meus próprios medos e frustrações.


Sem esse bloqueio ativado, senti que realmente posso voar. Agradeci ao Anjo e voltei para a Terra.


Ia guardar esta experiência no meu arquivo de descobertas pessoais, mas senti que podia partilhá-la contigo, pois há aqui algumas lições importantes:


TUDO na vida comunica contigo


O corpo é um receptor fabuloso de tudo o que se passa nos “mundos invisíveis”. Se sentires alguma dor, fraqueza, mal-estar, existe sempre algo que te está a ser comunicado. Mergulha nos teus mundos internos e podes fazer descobertas surpreendentes.


Todos temos o poder de CURA


Achei curioso que, no momento de tirar a carta para a minha personagem, a carta com a Curandeira caiu e eu tive de me baixar para apanhá-la. Nesse momento não senti a fraqueza muscular e tive de sorrir. Afinal, eu estava a ser Curandeira de mim mesma, e baixar-me, gesto de humildade, era o primeiro movimento desse processo.


A personagem Curandeira, à primeira vista, nada tinha a ver comigo. Sou alguém que conta histórias, sou alguém criativo. No entanto, as minhas histórias têm-me curado e têm facilitado a cura aos meus clientes.


Cheguei à conclusão que todos nós temos o poder de curar. É algo que está latente no nosso ADN.


Como fazê-lo? Simples: coloca essa intenção. Informa o Universo que queres curar-te e curar os outros. A magia vai começar a acontecer!


As palavras são CURADORAS


A Pena mágica, ao captar as vibrações subtis e traduzi-las em palavras, torna-se veículo do Divino para o Terreno. Uma ponte entre as dimensões superiores e o plano em que vivemos.


As palavras carregam essas vibrações e transmitem-nas, tornando-se assim um veículo de cura.


Lembra-te disso antes de proferires as tuas palavras. A energia que elas carregam pode curar ou ter o efeito contrário. Decide em que energia queres vibrar e depois fala e age em conformidade.


As EMOÇÕES são a chave para a mudança


A água é o símbolo dos sentimentos e emoções. Também é o símbolo do Inconsciente, da Imaginação e da Espiritualidade.


Junto ao Oceano, percebi que a água, tranquila e transparente, captava as vibrações que a Pena transportava e fazia-as chegar rapidamente a todo o mundo.


Percebi que o meu poder de cura aumenta quando trago a vibração dos mundos superiores e a coloco na água emocional dos planos terrenos.


As histórias que conto têm todas uma característica: fazem a pessoa sentir. Quando sentimos, atraímos a manifestação, pois estamos conectados ao campo das infinitas possibilidades.


A poderosa energia que vibra em cada célula do nosso Ser desperta através dos sentimentos e emoções e conecta-nos ao campo unificado. Fazemos parte do Todo, e assim sendo, temos o poder de Manifestação nos nossos genes à espera que uma emoção potente o faça vibrar.


VOAR é para todos


Senti que esta história não era minha, mas de todos nós, e por isso a partilho.


Se um Anjo te convida para ir ao seu domínio celestial e te oferece as mais elevadas frequências energéticas, deixa os medos de parte. Não recuses a tua dimensão mais elevada.


E, quem sabe, talvez o teu voo possa inspirar outros a voarem também.


Subscreve aqui a newsletter para teres acesso a conteúdos exclusivos, como meditações e dicas para o teu processo de autoconhecimento

42 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

© 2017 YourSELFstory

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now