• Susana de Sousa

O degelo e a nossa vulnerabilidade

Hoje é dia de "faz de conta" e a minha personagem é um extraterrestre.


Faço de conta que cheguei agora a este planeta, vinda de um sítio distante para além da Via Láctea.


A primeira coisa que ouço é que o gelo está a derreter. Uma criança começou a "agitar as águas" e o mundo ergueu-se em "vagas de protesto".


A "Casa", que é de todos, está em perigo.


Ao ouvir isto, eu penso logo em emoções. Para mim, o que este povo terrestre está a dizer é que o gelo das emoções está a derreter. E o lugar onde essas emoções se cristalizaram está a transbordar.


No meu planeta isso aconteceu há alguns milénios e lembro-me que foi exatamente assim.


Feitos de água, os terrestres não podem cristalizar


Vejo um planeta a fazer uma transformação profunda no seu corpo emocional. A libertar os traumas do passado e a preparar-se para um futuro mais limpo.


Percebo que dentro de cada ser humano, está a ocorrer precisamente o mesmo que no planeta.


Começo a investigar o que se passa e vejo que está a acontecer o mesmo que já aconteceu na minha terra distante. Sinto compaixão por este povo, que está nitidamente em sofrimento, mas como sei que as coisas melhoram sempre que há degelo, trago em mim a esperança de novos sucessos.


Observo que cada vez mais pessoas buscam o autoconhecimento, a gestão emocional, a consciência nos relacionamentos, a consciência ecológica. Coaching, terapias, mentorias, escolas de desenvolvimento pessoal, retiros, Yôga: toda uma busca por níveis de consciência mais elevados, pois tal como no planeta, o degelo está a acontecer dentro de cada ser humano.


Ninguém poderá continuar a viver com um centro emocional gelado.


Emoções reprimidas? Degelo.


Falta de verdade emocional? Degelo.


Crueldade emocional? Degelo.



Nesta minha ficção, em que estou de visita à Terra mas não faço parte dela, também ouço falar de pessoas sem terra que andam à deriva em mares gelados.


Onde chegam, são vistos como estranhos. São-lhes colocadas barreiras.


Este é o outro aspecto que me salta à vista: a separação.


"Nós" vs. "eles"


Sinto o desespero deste povo, que precisou da voz de uma criança para lançar o primeiro grito efectivo de alerta.


De acordo com o meu mapa do universo, os seres terrestres são extremamente inteligentes. Quando a água exibe comportamentos desviantes, eles criam represas, aquedutos, portos, canais... chegam até a desviar os cursos dos rios.


Acredito que novas soluções irão surgir.


Observo o que estão a fazer neste momento para canalizar as águas internas que começam a exibir comportamentos desviantes. Cada vez mais pessoas percebem que o seu modo de vida é vazio. Que uma vida puramente material conduz a estados depressivos e a doenças. Que o conflito com "os outros" não é mais do uma expressão de conflitos internos. Que criar muros é criar mais dor.


O que acontece no planeta, acontece dentro de cada ser.


O que acontece dentro de cada ser, acontece no planeta.



O apelo da Terra


Escuto a Voz da Terra e percebo que muitos terrestres são incapazes de ouvi-la.


"Cura o teu corpo emocional. Só assim me podes ajudar. De cada vez que ignoras este meu apelo, gelas por dentro.


É o tempo de sentires empatia, compaixão e verdadeiro amor. De respeitares a tua verdade interna e a partir daí criar relações verdadeiras, sem estratégias para conseguir algo em troca.


Permite o degelo dentro de ti e que o aquecimento ocorra no teu peito. No momento em que isso acontecer na maioria dos seres humanos, já não precisará de acontecer em mim.


Podes começar hoje por uma conversa honesta com aquela pessoa que mais amas e a quem estás a evitar dizer algo que é importante para ti.


Ou por aceitar a tua vulnerabilidade, sem te tentares punir.


Ou reconhecendo que és diferente e que não precisas de viver a vida que os outros querem que vivas.


E percebendo que os outros também são especiais e únicos e que não tens de manipular ninguém para cumprir os objectivos que achas que são teus.


Liberta-te desse gelo que arrastas atrás de ti e permite que a luz e o calor do Sol te iluminem por dentro.


✨ Sê Luz e ajuda-me a ser Luz! ✨


Com amor,


Tua Mãe, Gaia."


E agora, neste momento da história da humanidade, devo decidir se sigo para outros planetas ou se continuo a observar o degelo. Confesso que tenho uma certa curiosidade em descobrir o que estes terrestres são capazes de fazer por eles mesmos.


Vou agora "fazer de conta" que sou humana, enquanto decido o que fazer.


Viaja comigo nas histórias! 🍄✨🌷✨🐉✨👑


>> Subscreve aqui a newsletter do YourSELFstory para receber conteúdos exclusivos.


O que dizem desta newsletter:


“Espectacular!”

“Obrigada por seres este veículo de descoberta e autoconhecimento.”

“Wow! Adorei!”

“Susana, todas as suas mensagens vêm mesmo no momento certo.”

“Emocionante.” “Tanta LUZ!”

“Estás a funcionar como um despertador!”

“Lindo!”

78 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

© 2017 YourSELFstory

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now