• Susana de Sousa

Prova o teu próprio mel

Atualizado: 10 de Nov de 2019

Um amigo contou-me um sonho. Na véspera de fazer uma viagem, sonhou que havia muitas vozes discordantes. Cada uma dizia para ele ir ou não ir, e apresentava um motivo diferente. No entanto, surgiu uma voz que simplesmente lhe disse:


“Procura o mel que está dentro de ti, na zona do externo. Prova o teu mel com uma colher. Não faças a viagem pelo que os outros dizem, mas por ti próprio. Prova o teu próprio mel.”


Achei esta imagem fortíssima. Na zona do externo, albergamos um centro energético que contém uma espécie de íman que nos atrai para a direção correta, mas creio que poucas pessoas sabem da sua existência. Como é que o inconsciente do meu amigo lhe mostrou isto tão claramente?


A grande dificuldade de seguirmos a nossa direção na vida é provocada pela nossa incapacidade de ouvir dentro de nós aquela voz sábia que nos revela o caminho. Deixamos que as vozes discordantes nos desgastem e ficamos à sua mercê.


O que acontece a seguir é que o nosso Ser começa a manifestar-se, como uma criança zangada e aborrecida. A criança esperneia e grita. À nossa volta, surgem pessoas zangadas e situações desagradáveis. A criança belisca e morde. No nosso corpo nasce uma grande ansiedade, dor de cabeça, incapacidade de adormecer, dores musculares, doenças de todo o tipo.


Mas vamos ignorando a criança, pensando que “isto” é a vida. A vida cruel e sem sentido. A vida da qual somos vítimas inocentes.


Ao longo de uma vida a tomar as decisões erradas para o nosso Ser, a criança já está tão desesperada que nos coloca num beco sem saída: uma doença terminal, a morte de alguém querido, a perda de um emprego.


Nesse momento, perante o sofrimento extremo, somos forçados a despertar.


Percebemos que vivemos uma vida que não era a nossa e é-nos dada a oportunidade de renascer com uma Nova Consciência.


Somos convidados a provar o nosso próprio mel.


Quando nos conectamos internamente, o caminho começa a fazer-se sem esforço. Deixamos de sentir resistência. É como seguir o fluxo de um rio.


Como deixamos de gastar energia a tentar contrariar o fluxo, adquirimos mais energia para fazer outras coisas. Podemos apreciar a viagem com todos os sentidos.


Aprendemos a dançar com a Vida e percebemos algo maravilhoso: nós e a Vida somos a mesma coisa!!!


Quanto ao meu amigo, escusado será dizer que, depois do sonho, provou o seu próprio mel e decidiu fazer a viagem.



Viaja comigo nas histórias! 🍄✨🌷✨🐉✨👑


>> Subscreve aqui a newsletter do YourSELFstory para receber conteúdos exclusivos.


O que dizem desta newsletter:


“Espectacular!”

“Obrigada por seres este veículo de descoberta e autoconhecimento.”

“Wow! Adorei!”

“Susana, todas as suas mensagens vêm mesmo no momento certo.”

“Emocionante.” “Tanta LUZ!”

“Estás a funcionar como um despertador!”

“Lindo!”

63 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

© 2017 YourSELFstory

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now